Configurações básicas servidor CentOS

Configurando FQDN do CentOS 7

Publicidade

Renomeando CentOS 7 definitivamente:
# hostnamectl set-hostname servidor1

Renomeando o FQDN – Editar arquivo /etc/hosts e acrescentar:

192.168.100.100 servidor1.guilhermearaujo.com.br servidor1

Verificando:

# hostname -f

Interface de rede no CentoOS

Se você realizar a instalação do CentOS minimal você não terá o pacote net-tools instalado, então não conseguira usar o comando “ifconfig”. Mas o pacote que, podemos dizer, substituto é o iproute2 já está disponível por padrão. Podemos usar o comando “ip addr show” para listar as interfaces e ip’s.

Os arquivos de configuração de interface do CentOS ficam em “/etc/sysconfig/network-scripts/”. Além de Script de configuração das interfaces, outros scripts usado pelo sistemas estão definidos ai. Ao abrir qualquer um delas podemos notar o uso do comando “ip” do pacote “iproute2” o que demostra o desuso do pacote “net-tools” (ifconfig, route, arp). Dica: esqueça net-tools e acostume com o iproute2.

Alguns parâmetros do arquivo “ifcfg-xxxx”

PEERDNS=no # Se esta opção estiver com yes o Network-manager poderá reecrever o arquivo resolv.conf
NM_CONTROLLETD=no # Essa opção faz com que o Network-Manager não interfira nesta interface.
BOOTPROTO=none # Para usar ip fixo
IPADDR=192.168.100.100 # IP Fixo
NETMASK=255.255.255.0 # Marcara de sub-rede
DNS1=8.8.8.8 # Servidor de DNS
DNS2=8.8.4.4 # Outro Servidor de DNS

GATEWAY=192.168.100.1

Editar o arquivo /etc/sysconfig/network

NETWORKING=yes
HOSTNAME=servidor1

Mas configurações de sysconfig podem ser consultadas neste endereço
/usr/share/doc/initscripts-*/sysconfig.txt

ATUALIZANDO O SERVIDOR

# yum -y update

Instalando ferramento de desenvolvedor para auxiliar em instalações futuras, como compilação de pacotes.

# yum -y groupinstall ‘Development Tools’